557047284444335

         A História da Gato Lanches

Desde 1987, nessa mesma calçada onde está hoje a lanchonete, o carrinho de cachorro-quente do GATO começou a captar uma freguesia leal da região e de quem passava por lá! Saborear o cachorro-quente do GATO numa parada rápida era uma boa pedida e estímulo para uma prosa breve, seja prá falar do tempo – se ia chover, se estava muito quente, se o frio “pegou” e a fome “apertou”, ou mesmo prá falar da vitória do time do coração ou lamentar a derrota do fim de semana…

E o papo correu solto por muitos anos, fazendo novos amigos e agregando a velha camaradagem, enquanto o cachorro-quente do GATO ia se transformando: além dos molhos tradicionais catchup, mostarda, maionese, outros acompanhamentos surgiram – purê, batata-palha, queijo, ervilha, milho.

Só a qualidade não mudou, manteve-se a mesma durante todos esses 30 anos!

A História do CACHORRO-QUENTE – fonte Wikipedia Existem três teorias sobre o surgimento desse peculiar sanduíche: 1. A mais conhecida é a de um açougueiro de Frankfurt, na Alemanha. Em 1852, ele resolveu batizar as salsichas que fabricava com o nome da raça de seu cachorro: Dachshund. 2. Um imigrante alemão, Charles Feltman, levou essa salsicha para os Estados Unidos em 1880. Lá, criou um sanduíche quente com pão, salsicha e molhos. 3. Em 1904, na cidade de Saint Louis, nos Estados Unidos, um vendedor de salsicha quente criou uma maneira de os seus fregueses não queimarem a mão. A quem comprasse suas salsichas, ele oferecia luva de algodão limpíssima. Só que os clientes se esqueciam de devolvê-las e ele acabava tendo prejuízo. Seu cunhado, que era padeiro, sugeriu que o salsicheiro pusesse as luvas de lado e começasse a usar pão. No Brasil, por volta de 1926, o empresário Francisco Serrador, que idealizou a famosa Cinelândia, no Centro da cidade do Rio de Janeiro, lança o cachorro-quente em seus cinemas. A novidade inspirou Lamartine Babo e Ary Barroso, a criarem em 1928, a marchinha de carnaval “Cachorro-Quente”. E a partir de 1945, depois da Segunda Guerra Mundial, quando o Brasil passou a sofrer grande influência da cultura americana, o cachorro-quente conquistou definitivamente espaço nesse país.
“Visite nossa Cozinha” – do balcão, se acompanha toda a operação de montagem do seu prato, da procedência, conservação e manuseio adequado dos alimentos à atenção aos detalhes e nas generosas porções.

Missão

Produzir e servir produtos de qualidade, promovendo bem-estar e satisfação plena aos clientes

Visão

Ser líder de mercado e referência em qualidade

Valores

Excelência, qualidade, inovação, comprometimento, integridade e ética.

  • Cuidado na escolha e compra diária dos ingredientes
  • Qualidade e sabor do produto final
  • Treinamento constante à equipe para prover melhoria nos serviços de atendimento
  • Adequação às orientações técnicas da Vigilância Sanitária.

Túnel do Tempo